sexta-feira, 27 de julho de 2018

EU TE AMO… NÃO DIZ TUDO!


Você sabe que é amado(a) porque lhe disseram isso?
A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras.
Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida,
Que zela pela sua felicidade,
Que se preocupa quando as coisas não estão dando certo,
Que se coloca a postos para ouvir suas dúvidas,
E que dá uma sacudida em você quando for preciso.
Ser amado é ver que ele(a) lembra de coisas que você contou dois anos atrás,
É ver como ele(a) fica triste quando você está triste,
E como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d’água.
Sente-se amado aquele que não vê transformada a mágoa em munição na hora da discussão.
Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente inteiro.
Aquele que sabe que tudo pode ser dito e compreendido.
Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é,
Sem inventar um personagem para a relação,
Pois personagem nenhum se sustenta muito tempo.
Sente-se amado quem não ofega, mas suspira;
Quem não levanta a voz, mas fala;
Quem não concorda, mas escuta.
Agora, sente-se e escute: Eu te amo não diz tudo!


Crônica do Amor


Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta.
O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.
Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais.
Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.
Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.
Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.
Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam. Então?
Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.
Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.
Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve poemas. Por que você ama este cara?
Não pergunte pra mim; você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.
É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador e seu fettucine ao pesto é imbatível.
Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?
Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados.
Não funciona assim.
Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.
Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!
Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa.

Fizeram a gente acreditar

Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não nos contaram que amor não é acionado nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.

Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada “dois em um”, duas pessoas pensando igual, agindo igual, que isso era que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos.
Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, nem contaram que ninguém vai contar. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz se apaixonar por alguém.


A IMPONTUALIDADE DO AMOR


Você está sozinho. Você e a torcida do Flamengo. Em frente a tevê, devora dois pacotes de Doritos enquanto espera o telefone tocar. Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha.
Trimmm! É sua mãe, quem mais poderia ser? Amor nenhum faz chamadas por telepatia. Amor não atende com hora marcada. Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase galinha, sem disposição para relacionamentos sérios. Ele passa batido e você nem aí. Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado, cheio de olheiras. O amor dá meia-volta, volver. Por que o amor nunca chega na hora certa?
Agora, por exemplo, que você está de banho tomado e camisa jeans. Agora que você está empregado, lavou o carro e está com grana para um cinema. Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz. Agora que você está com o coração às moscas e morrendo de frio.
O amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina. Você passa uma festa inteira hipnotizado por alguém que nem lhe enxerga, e mal repara em outro alguém que só tem olhos pra você. Ou então fica arrasado porque não foi pra praia no final de semana. Toda a sua turma está lá, azarando-se uns aos outros. Sentindo-se um ET perdido na cidade grande, você busca refúgio numa locadora de vídeo, sem prever que ali mesmo, na locadora, irá encontrar a pessoa que dará sentido a sua vida. O amor é que nem tesourinha de unhas, nunca está onde a gente pensa.
O jeito é direcionar o radar para norte, sul, leste e oeste. Seu amor pode estar no corredor de um supermercado, pode estar impaciente na fila de um banco, pode estar pechinchando numa livraria, pode estar cantarolando sozinho dentro de um carro. Pode estar aqui mesmo, no computador, dando o maior mole. O amor está em todos os lugares, você que não procura direito.
A primeira lição está dada: o amor é onipresente. Agora a segunda: mas é imprevisível. Jamais espere ouvir “eu te amo” num jantar à luz de velas, no dia dos namorados. Ou receber flores logo após a primeira transa. O amor odeia clichês. Você vai ouvir “eu te amo” numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão, e as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista, depois de aprovado no teste de baliza. Idealizar é sofrer. Amar é surpreender.

sexta-feira, 8 de junho de 2018

BRASIL NOSSA PÁTRIA,







                     
BRASIL NOSSA PÁTRIA,
NOSSA MISSÃO




Mais uma vez estamos prestes a decidir quem irá representar o povo brasileiro. Dias antes de irmos às urnas, as campanhas eleitorais ganham forças não poupando seus comentários, acusações e falta de ética com o eleitor brasileiro. Campanhas políticas cada vez mais interessadas em se auto-promoverem não medem esforços para atingir seus objetivos, passando, assim, por cima dos direitos daqueles que irão lhes eleger no qual o lema é: para que esclarecer já que podemos confundir. E é neste vai e vem e empurra e empurra que o povo brasileiro simplesmente entra no embalo.
Em pleno século 21 ainda nos fazem acreditar que existe um Deus que pune, mesmo que os ensinamentos de Jesus sejam de perdão e amor ao próximo. Com isso, acreditamos que é melhor castigar do que prevenir... “nasceu assim, morre assim”, sendo que esta é a desculpa esfarrapada em defesa da personalidade. Admitimos claramente que não temos condições de mudar porque somos dessa ou daquela maneira, porém exigimos mudanças da parte daqueles que irão governar o Brasil nos próximos quatro anos.
"Eduquem as crianças e não será preciso castigar os homens”, já nos advertia Pitágoras (Séc. VI A.C). Mas parece que ainda insistimos em não aprender a lição e enquanto isso a culpa sempre é do “outro”, o qual julgamos cheio de defeitos e que supomos conhecer tão bem.
Queremos mudanças, mas será que estamos colaborando para elas acontecerem, ou somos só daqueles que está sentado em uma poltrona com a boca escancarada cheia de dentes esperando a “morte” chegar? Quantos de nós estamos realmente fazendo a nossa parte? Quantos de nós estamos usando os nossos “talentos” e colocando as mãos na charrua para assumir a nossa missão? Missão de todos nós...
Até parece que Mahatma Gandhi já estava prevendo ao imortalizar as frases: “Sejamos a mudança que queremos no mundo", pois “O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente”. O foco deve estar voltado para dentro, e não para fora, pois, se almejamos alguma mudança, então que esta desperte primeiramente em nós.
Quando descobrirmos que temos o poder de escolha e que somente de mãos unidas faremos a diferença para um futuro melhor, então compreenderemos a grandeza das palavras do Cristo quando nos disse... “Conheceis a Verdade e esta Vos Libertará”. Façamos a nossa parte, porém assumindo o nosso papel de colaborador da sociedade e não transferindo o direito de educar e prevenir para fora de nós.

Deixo aqui para nossa reflexão a feliz frase que Raul Teixeira dá em resposta a uma entrevista durante o 3º Congresso Espírita Brasileiro realizado em Abril de 2010... “Não se terá jamais bom político, enquanto não se tiver boa criatura. De modo que é muito importante para a Doutrina Espírita o trabalho da educação ética desde criança, desde as fases iniciais da criatura.”
E completa Divaldo Pereira Franco “A nova ética, é a mesma ética de Jesus Cristo, a ética do amor, do respeito pela vida, do respeito por si mesmo e pela natureza.”

Muita paz a todos.
José Antonio da Cruz.



Referências:
Pitágoras - http://pt.wikipedia.org/wiki/Pit%C3%A1goras
Mahatma Gandhi - http://pt.wikipedia.org/wiki/Mahatma_Gandhi
Jesus – http://pt.wikipedia.org/wiki/Jesus
Evangelho de João – Cap. 8, v. 32 a 33
Raul Teixeira - http://www.raulteixeira.com/biografia.php
Divaldo Pereira Franco

sexta-feira, 1 de junho de 2018

TEXTOS



Textos que são puro amor ao próximo! Confira a seleção que vai  limpar o coração, abrandar a mente e cultivar a tolerância. Boa leitura!
PRIMEIRA IMPORTANTE LIÇÃO:
Durante meu segundo mês na escola de enfermagem, nosso professor nos deu um questionário. Eu era bom aluno e respondi rápido todas as questões até chegar a última que era: “Qual o primeiro nome da mulher que faz a limpeza da escola?” Sinceramente, isso parecia uma piada.
Eu já tinha visto a tal mulher várias vezes. Ela era alta, cabelo escuro, lá pelos seus 50 anos, mas como eu ia saber o primeiro nome dela? Eu entreguei meu teste deixando essa questão em branco e um pouco antes da aula terminar, um aluno perguntou se a última pergunta do teste ia contar na nota.”É claro!”… Respondeu o professor e continuou: “Na sua carreira, você encontrará muitas pessoas.
Todas têm seu grau de importância. Elas merecem sua atenção mesmo que seja com um simples sorriso ou um simples “alô”. Eu nunca mais esqueci essa lição e também acabei aprendendo que o primeiro nome dela era Dorothy.
 SEGUNDA LIÇÃO IMPORTANTE:
Na chuva, numa noite, estava uma senhora negra, americana, do lado de uma estrada no estado do Alabama enfrentando um tremendo temporal. O carro dela tinha enguiçado e ela precisava, desesperadamente, de uma carona. Completamente molhada, ela começou a acenar para os carros que passavam. Um jovem branco, parecendo que não tinha conhecimento dos acontecimentos e conflitos raciais dos anos 60, parou para ajudá-la.
O rapaz a colocou em um lugar protegido, procurou ajuda mecânica e chamou um táxi para ela. Ela parecia estar realmente com muita pressa mas conseguiu anotar o endereço dele e agradecê-lo. Sete dias se passaram quando bateram à porta da casa do rapaz. Para a surpresa dele, uma enorme TV colorida estava sendo entregue na casa dele com um bilhete junto que dizia: “Muito obrigada por me ajudar na estrada naquela noite. A chuva não só tinha encharcado minhas roupas como também meu espírito. Aí, você apareceu. Por sua causa eu consegui chegar ao leito de morte do meu marido antes que ele falecesse. Deus o abençoe por Ter me ajudado. Sinceramente, Mrs. Nat King Cole”
 TERCEIRA IMPORTANTE LIÇÃO:
Sempre se lembre daqueles que te serviram. Numa época em que um sorvete custava muito menos do que hoje, um menino de 10 anos entrou na lanchonete de um hotel e sentou-se a uma mesa. Uma garçonete colocou um copo de água na frente dele. – “Quanto custa um sundae?” ele perguntou. – “50 centavos” – respondeu a garçonete. O menino puxou as moedas do bolso e começou a contá-las. – “Bem, quanto custa o sorvete simples?” ele perguntou. A essa altura, pessoas estavam esperando por mesas e a garçonete perdendo a paciência. – “35 centavos” – respondeu ela, de maneira brusca. O menino, mais uma vez, contou as moedas e disse: – “Eu vou querer, então, o sorvete simples”. A garçonete trouxe o sorvete simples, a conta, colocou na mesa e saiu. O menino acabou o sorvete, pagou a conta no caixa e saiu. Quando a garçonete voltou, ela começou a chorar a medida que ia limpando a mesa pois ali, do lado do prato, tinham 15 centavos em moedas – ou seja, o menino não pediu o sundae porque ele queria que sobrasse a gorjeta da garçonete.
 QUARTA IMPORTANTE LIÇÃO:
O obstáculo no nosso caminho. Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada. Então, ele se escondeu e ficou observando para ver se alguém tiraria a imensa rocha do caminho. Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra. Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele não mantinha as estradas limpas mas nenhum deles tentou sequer mover a pedra dali. De repente, passa um camponês com uma boa carga de vegetais. Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua carga e tentou remover a rocha dali. Após muita força e suor, ele finalmente conseguiu mover a pedra para o lado da estrada. Ele, então, voltou a pegar a sua carga de vegetais mas notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra. A bolsa continha muitas moedas de ouro e uma nota escrita pelo rei que dizia que o ouro era para a pessoa que tivesse removido a pedra do caminho. O camponês aprendeu o que muitos de nós nunca entendeu: “Todo obstáculo contém uma oportunidade para melhorarmos nossa condição”.

QUINTA IMPORTANTE LIÇÃO:
Há muitos anos atrás, quando eu trabalhava como voluntário em um hospital, eu vim a conhecer uma menininha chamada Liz que sofria de uma terrível e rara doença. A única chance de recuperação para ela parecia ser através de uma transfusão de sangue do irmão mais velho dela de apenas 5 anos que, milagrosamente, tinha sobrevivido à mesma doença e parecia ter, então, desenvolvido anticorpos necessários para combatê-la. O médico explicou toda a situação para o menino e perguntou, então, se ele aceitava doar o sangue dele para a irmã. Eu vi ele hesitar um pouco mas depois de uma profunda respiração ele disse: – “Tá certo, eu topo já que é para salvá-la…”. À medida que a transfusão foi progredindo, ele estava deitado na cama ao lado da cama da irmã e sorria, assim como nós também, ao ver as bochechas dela voltarem a ter cor. De repente, o sorriso dele desapareceu e ele empalideceu. Ele olhou para o médico e perguntou com a voz trêmula: – “Eu vou começar a morrer logo?” Por ser tão pequeno e novo, o menino tinha interpretado mal as palavras do médico, pois ele pensou que teria que dar todo o sangue dele para salvar a irmã! Pois é, Compreensão e Atitude são tudoooooooo !!! Lembre-se sempre: “Trabalhe como se você não precisasse do dinheiro, ame como se você nunca tivesse se machucado e dance como você dançaria se ninguém estivesse olhando”.
Autor Desconhecido

BEM VINDO MÊS DE JUNHO



Pare um pouco para fazer um balanço de tudo o que já aconteceu na sua vida, daquilo que mudou, do que melhorou, do que precisa de mudar para que possa melhorar. Este mês é muito especial. considerado muito importante porque .
Junho é assim chamado em honra da deusa romano Juno, porque ela era a esposa de Júpiter, o rei dos deuses, sendo a única deusa casada e, a protetora dos casamentos. Como nesta altura do ano se celebravam muitos casamentos, este mês passou a chamar-se junho, na sua homenagem.
Este é um mês de celebração, é como uma recompensa depois dos rigores dos primeiros cinco meses do ano, mais árduos e mais frios. Em junho, festejamos a alegria de ser criança, logo no dia 1. No dia 10 celebramos Portugal. E depois é tempo de santos populares: na madrugada de 13 de junho pedimos a Santo António que nos proteja no amor, na noite de 23 para 24 saltamos a fogueira ou lançamos balões de ar quente no ar e fazemos pedidos a São João, a 29 de junho reza-se a São Pedro, a quem pedimos que, no seu devido tempo, nos abra as portas do Céu. Abençoado seja para todos nós.

sábado, 19 de maio de 2018

Otimismo Todos os Dias - Refletir 1



Não pense que sempre carregará por dentro um desconforto, uma dor e um problema. A questão de ser feliz ou não é a de saber trabalhar consigo e de se colocar bem perante os acontecimentos e as pessoas. Você é feliz. A felicidade esta dentro de você, palpitando, esperando ser buscada. No seu interior estão latentes a harmonia, a sabedoria, alegria, a beleza e a vida superior esperando germinar. São um tesouro, virtudes que dormem em você, sementes de vida nova, inteligencia e sentimentos ainda não usados. Creia ser feliz e será. Por haver renovado, o homem deixou a prisão e foi ensinar o amor.
Lourival Lopes

quarta-feira, 16 de maio de 2018

ORAÇÃO PODEROSA PARA TER TRANQUILIDADE



ATINJA A TRANQUILIDADE QUE TANTO DESEJA


Há alguns dias que parece que tudo dá errado. Uma sequência de acontecimentos que nos deixam irritados, angustiados, nervosos, estressados. Ao chegar em casa após um ‘dia de cão’ é até difícil ter paciência com a nossa família, ter paz para dormir bem e recomeçar o novo dia com mais calma. É claro que tomar um banho longo, comer uma comidinha gostosa e descansar na nossa cama sempre ajuda a esfriar a cabeça, mas nada ajuda tanto a ficar em paz como conversar com Deus. Aprenda uma oração poderosa para ter tranqüilidade.

ORAÇÃO PODEROSA DA TRANQÜILIDADE


Essa oração foi postada pelo Padre Marcelo Rossi em seu perfil no Facebook e é poderosa para abrandar nossa energia e favorecer a calma após um dia difícil.
“Senhor Jesus, sinto tanta aflição em meu interior!
Angústias, irritações, medos, desespero, e tantas coisas passam pela minha mente.
Peço que acalme meu espírito, que me dê Teu refrigério.
Ajude-me a relaxar e descansar, pois eu preciso, meu Senhor!
As aflições me consomem, e eu não sei como calá-las.
Toma tudo o que me deixa assim nas Tuas mãos e leva pra bem longe; toda dor, sofrimento, problemas, pensamentos e sentimentos ruins, retira de mim, eu peço no Teu nome Senhor Jesus; me acalme, me conforte.
Substitua este fardo que tenho levado pelo do Senhor, que é leve e suave.
Fortaleça no meu interior a confiança em Ti.
Eu peço a unção e a visitação do Teu Espírito Santo consolador, que inspirou o Salmista Davi a registrar com perfeição. Tua fidelidade nos versículos do Salmo 23, dizendo que o Senhor é o pastor daqueles que crêem em Ti e Te buscam, e que o Senhor providencia tudo à estes, sem que tenham que se preocupar ou afligir.
O Senhor é quem dá paz aos seus, é que os faz repousar em perfeito equilíbrio emocional e espiritual, os abençoando com fartura e honra.
E porque o Senhor é fiel eternamente, e Deus de paz e ordem, eu já recebo a Tua paz e tranquilidade.
Eu creio em meu coração que o Senhor já está cuidando para que tudo fique bem. Te agradeço, Jesus, em Teu nome.
Amém.”

PEDINDO AUXÍLIO A NOSSA SENHORA DO EQUILÍBRIO


Muitas vezes a nossa falta de tranquilidade para levar o dia a dia com mais leveza é resultado de um desequilíbrio em nossas vidas. Nesses momentos, é difícil ter tranquilidade quando nossa cabeça e nossa vida estão desordenadas. Você conhece a Nossa Senhora do Equilíbrio? Pouca conhecida, essa Nossa Senhora tem muitos títulos e como nenhum outro ser humano foi equilibrada e controlada pelo Espírito Santo de Deus. O Padre Luizinho, da Canção Nova, é devoto de Nossa Senhora do Equilíbrio desde os tempos de seminarista e publicou essa oração poderosa em devoção a essa santa:
“Virgem Mãe de Deus e dos homens, MARIA. Pedimos-vos o dom do equilíbrio cristão, hoje tão necessário à Igreja e ao mundo. Livrai-nos de todo o mal; salvai-nos do egoísmo, do desânimo, do orgulho, da presunção e da dureza de coração. Dai-nos tenacidade no esforço, calma no insucesso, humildade no êxito feliz. Abri nossos corações à santidade. Fazei que pela pureza de coração, pela simplicidade e amor à verdade, possamos conhecer nossas limitações. Alcançai-nos a graça de compreender e viver a palavra de Deus. Concedei-nos que, pela Oração, Amor e Fidelidade à Igreja na pessoa do Sumo Pontífice…, vivamos em comunhão fraterna com todos os membros do Povo de Deus, Hierarquia e fiéis. Despertai-nos profundo sentimento de solidariedade entre irmãos, para que possamos viver, com Equilíbrio, a nossa Fé, na Esperança da eterna salvação. Nossa Senhora do Equilíbrio, a Vós nos consagramos, confiantes na ternura da vossa maternal Proteção.
Divino Espírito Santo, que deste a Maria todo equilíbrio emocional e físico, dai-nos a graça de abandonar em vós nossos sentimentos e emoções, desejos e aspirações, a amar acima de tudo a Deus e não querer nada que me prejudique nem me afaste da Sua Vontade. Dai-nos a graça da paciência nas demoras, do discernimento para procurar as pessoas certas que nos ajudem, da cura de nossas feridas emocionais provocadas pela falta do amor verdadeiro e de escolhas erradas. Amém.”

quinta-feira, 10 de maio de 2018

A PALAVRA É DE… CALUNGA


“…Quando a gente pára, vocês sabem, a vida nos atropela, deixamos de aprender e crescer, e isso machuca, dói muito.
Vamos, minha gente, ânimo para seguir em frente nesse nosso conhecimento da vida.
Eu não fico estacionado, ouvindo lamúrias e “pegando” tudo o que os outros esperam de mim. Vocês aí, eu sei, vivem pegando o que os outros esperam de vocês, o que os outros cobram de vocês.
É um tal de entrar na loucura do marido, da esposa, dos pais, dos filhos, dos amigos, dos colegas. Que coisa louca, minha gente, ninguém consegue mais viver a própria vida, todo mundo fica vivendo a vida do outro.
Que vergonha, que falta de maturidade espiritual! 
Entrar nessas loucuras é o caminho certo para pegar “as cargas”, ficar muito mal e sofrer. Vocês me desculpem falar assim, mas se fazem questão deste sacrifício, tudo bem. Se vocês acham que o sacrifício é para o Bem dos outros, se vocês pararam na grande vaidade do mundo, na ilusão do “bom cristão”, eu não posso fazer nada. Cada um escolhe o que quer na vida.”

Trecho extraído do livro Calunga: verdades do espírito.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Técnicas curiosas para aliviar a dor em poucos minutos


Em nossa sociedade voltada para o bem-estar queremos evitar a dor a qualquer custo.No entanto, como tudo na vida, a dor também chega, pois faz parte da existência de todos.
Queremos que os maus momentos nunca cheguem. Sempre queremos que tudo dê certo, que nos sintamos felizes e desfrutando a vida constantemente. No entanto, às vezes a dor aparece e não sabemos lidar com ela.
Aprender a conviver com a dor, saber que ela chegará e que teremos que enfrentá-la é uma forma de amadurecer e de educar nossas emoções. No entanto, muitas vezes as emoções chegam a se instalar em nós sem que queiramos.
Às vezes é difícil controlá-las, ainda que tenhamos treinado para isso, pois elas surgem em nosso inconsciente.

Técnicas para aliviar a dor em alguns minutos

Não questione estas técnicas e fique pensando se são eficazes ou não. Simplesmente pratique-as e comprove por você mesmo seus efeitos em sua mente e em seu corpo.

Procure seu cantinho especial

Busque um lugar tranquilo e coloque uma música relaxante e algum aroma do qual você gosta e que o relaxe. Você se sente seguro? Sente paz e tranquilidade?
Faça um desenho sobre este lugar. Será uma lembrança do momento de paz e felicidade que você viveu. Não hesite em voltar ao seu cantinho sempre que precisar. Ele servirá para que você se desconecte do exterior e possa se conectar consigo mesmo.
Campo com flores representando o fim da dor

Faça sua própria colagem

Busque em revistas antigas imagens que representem a dor que você quer deixar para trás. Não pense demais; vá recortando e monte a sua colagem.
Quando terminar, pergunte a si mesmo o que você queria representar com sua colagem, que significado ela tem e o que simboliza exatamente.
Observe, respire e desprenda-se do que quer abandonar.

Faça respirações profundas sem pensar em nada

Busque um momento e um lugar tranquilo e deite-se ou sente-se em uma postura cômoda. Tente deixar sua mente em branco.
Feche os olhos e concentre-se apenas na sua respiração. Sinta como seu estômago se incha e como você solta o ar lentamente pelo nariz. Se surgirem pensamentos negativos, deixe-os passar como um mero espectador.
Deixe-se levar pelo fluir da sua respiração.

Ouça música

A música é, sem dúvida, uma das melhores ferramentas para despertar emoções. A música desperta nossas ondas alfa, as responsáveis pela paz e pela calma.
Coloque uma música que represente a emoção que você quer tirar de si. Sem dúvida você se sentirá muito aliviado.

Rasgue um papel

Pegue um papel, melhor ainda se for colorido, da cor que você acredita que representa a emoção que quer deixar para trás. Rasgue-o devagar sentindo como você passa suas emoções negativas para o papel. Concentre-se.
Dedique cerca de 10 minutos a esta atividade.

Faça rabiscos como uma criança

Rabisque sem pensar. Tente imaginar que todas as suas emoções negativas foram deixadas nestes rabiscos. Dedique o tempo que precisar e comprove se você se sente aliviado ou não.

Outros conselhos para aliviar a dor

Além destas técnicas curiosas, não hesite em acudir a outros métodos mais convencionais:
muher-aliviar-a-dor
  • Não julgue seus sentimentos negativos ou dolorosos. Conviver com eles faz parte do processo de cura. Aceitar é mais conveniente do que lutar contra eles.
  • Desabafe através do choro. O choro nos alivia, permite que nos libertemos. O choro, sem sombra de dúvidas, é como uma corrente que arrasta e leva o que é negativo. Nos sentimos mais relaxados, como se tivéssemos tirado um peso das costas.
  • Fale com alguém por quem você realmente sinta empatia. Falar sinceramente com alguém que tem palavras bonitas para nós, que não nos julga e que nos demonstra carinho pode nos ajudar muito.
  • amenteemaravilhosa

Três tipos de homem que você jamais deveria ter como companheiro


Nenhum homem é perfeito, assim como nenhuma mulher é perfeita. Estamos longe disso. Todos somos cheios de defeitos e passamos por momentos nos quais realmente somos difíceis de suportar até para as pessoas que mais gostam de nós. Contudo, existem traços de personalidade que podem ser muito negativos para os relacionamentos amorosos, que vão muito além de uma série de momentos pontuais.
O problema surge por dois motivos: nunca acabamos de conhecer plenamente uma pessoa, e as pessoas mudam. Um homem pode parecer absolutamente encantador no começo, mas talvez logo você tenha que se perguntar para onde foi aquele príncipe encantado. Ou ao contrário: alguém pode parecer ser totalmente entediante e, com o passar do tempo, você descobre nele um encanto escondido.
“Você está apaixonado quando percebe que a outra pessoa é única.”-Jorge Luis Borges-
O que é fato é que algumas pessoas têm um jeito inadequado de se relacionar com a sua afetividade e com o resto. Talvez não consigam amar, ou não aceitem ser amados, ou estão presos dentro do seu próprio inferno de culpa, ressentimento ou temor. Nesses casos, exceto se você conseguir um milagre, o relacionamento acabará em fracasso. Portanto, a seguir apresentamos três tipos de homem dos quais é melhor se manter afastada.

O homem que vai de um extremo ao outro

Um tipo de homem que passa da maior ternura à máxima agressividade, em muitas ocasiões sem que existam fatos que justifiquem tal mudança. Nunca explica realmente o que aconteceu. Simplesmente, um dia morre de amores por você e enche você de presentes e carícias, mas no dia seguinte a rejeita de um jeito ácido e, às vezes, cruel.
Costumam ser impulsivos. Sem entender de que jeito, você começa a vivenciar uma profunda ambiguidade deles. Você se derrete quando estão na sua faceta amorosa. Não consegue imaginar um homem mais afetuoso e dedicado do que ele. Você sente que o adora e que é o grande amor com o qual sonhou. Depois, quando desperta esse tipo de monstro que ele leva dentro de si, você experimenta justamente o contrário: rejeição e até ódio pela sua instabilidade ou medo, porque ele se torna imprevisível.
homem-espelhos
Esse tipo de homem é emocionalmente desgastante. Possuem um profundo conflito consigo mesmos, que não superaram. São muito egocêntricos e por isso não consideram os efeitos que causam em você. O fato é que não estão prontos para ter um relacionamento amoroso com você, nem com ninguém.

O homem que tem o hábito de mentir

Existem muitos jeitos de mentir. O mais óbvio é falar sobre fatos ou situações que nunca aconteceram. Mas viver em função de aparências, prometer e não cumprir, se acomodar com circunstâncias com as quais a gente não concorda, também são formas de cair em falsidade.
O mentiroso geralmente se entrega, não por causa do jeito que mente para você, mas por causa do jeito que o faz com os outros. Se o faz com outros, por que não o faria com você também? Muitas vezes essas mentiras não são fáceis de detectar, porque existem homens que são verdadeiros profissionais da simulação. Por isso é tão importante prestar atenção em como ele age com os outros.
homem-sem-rosto
Alguém que mente constantemente tornará impossível que a confiança cresça no relacionamento. Logo você se verá fazendo pesquisas exaustivas para pegá-lo. Ou fuçando suas coisas para ver se a engana. Com os homens compulsivamente mentirosos é impossível construir um relacionamento que valha a pena.

O homem que faz você se sentir inibida

São esse tipo de homem com os quais você sente que está pisando em ovos o tempo todo. Costumam ser muito críticos em relação ao que você faz ou diz, e inclusive com o jeito que você se veste. Esse traço é próprio de quem tem muito sucesso ou dinheiro e procura simplesmente uma companhia que se comporte do jeito que eles querem.
O fato é que você sempre se sente avaliada e, geralmente, desclassificada. Você pensa cada coisa vinte vezes antes de pronunciá-la. Você mede muito bem o jeito que se comporta quando ele está com você e permanece nessa atitude tensa, que não a deixa ser espontânea. De repente, você se torna uma pessoa muito silenciosa quando está na sua presença; ou fala, mas sempre está atenta à expressão que ele tiver diante das suas palavras.
homem-pintado
Em casos mais extremos, estes homens controladores e narcisistas também acabam sendo violentos. Acreditam que o mundo e todas as pessoas, especialmente seu companheiro, precisam se comportar como ele imagina que devem fazê-lo. O seu lance é a intimidação, seja com jogos psicológicos sutis ou com coação física direta. Como esse tipo de homem você nunca será feliz.
amenteemaravilhosa